Exame de Sangue TSH ultra Sensível, conheça

Muitas pessoas enfrentam problemas com a Tireoide e quando isso acontece podem passar sem serem percebidos e por isso, não são tratados, o que causa um agravamento maior para a saúde causando complicações diversas.

Quando a Tireoide, uma glândula localizada no pescoço funciona de forma irregular pode causar tanto o Hipertireoidismo (excesso do hormônio Tireoide) como o Hipotireoidismo (falta do hormônio Tireoide) o que compromete todo o organismo causando muito sofrimento e por fim, a morte.

Por isso, é importante que se faça o exame de sangue TSH ultra sensível para que se descubra a dosagem de hormônios presentes no corpo, pois esse desequilíbrio hormonal na maioria dos casos é silencioso e quando é detectado pode já estar em estágio bem avançado.

Para que Serve

O exame de TSH é um exame feito para medir a quantidade de hormônios TSH produzido na glândula Hipófise localizada perto do cérebro e que controla outra glândula, a Tireoide que no caso produz os hormônios T3 e T4 responsáveis pelo controle do metabolismo do corpo.

Quando existe uma produção acima do normal de T3 e T4 pela glândula Tireoide, a glândula Hipófise produz menor quantidade de TSH, mas se existir uma produção abaixo do normal de T3 e T4, a Hipófise irá liberar maior quantidade de TSH no organismo.

Por isso, o exame que mede o valor desse hormônio no corpo é importante para descobrir o que acontece com esses hormônios para que, se existir alguma anormalidade, o problema seja corrigido para evitar maiores complicações.

O Hormônio TSH

TSH (hormônio estimulante da Tireóide) é um hormônio que é produzido pela glândula Hipófise cuja função é estimular a Tiroide na produção dos hormônios Triiodoritonina (T3) e o hormônio Tiroxina (T4) que nesse caso, são responsáveis por regular o metabolismo humano e transformar os nutrientes que o organismo recebe em energia.

Em uma pessoa saudável, a Hipófise libera o TSH em quantidade normal para que também a Tireoide produza a quantidade suficiente de hormônios sem que haja excessos ou insuficiência destes para o bom funcionamento do organismo.

Sintomas do Hipotireoidismo

Os sintomas mais comuns do Hipotireoidismo são:

  • Sensação de fadiga,
  • Prisão de ventre,
  • Fraqueza muscular,
  • Maior sensibilidade ao frio,
  • Ressecamento na pele,
  • Ganho de peso sem um motivo aparente,
  • Rouquidão,
  • Sensibilidade, dores e rigidez muscular,
  • Dificuldades para a memorização,
  • Ritmo cardíaco mais lento,
  • Quadros de depressão,
  • Elevação no colesterol,
  • Queda de cabelos,
  • Inchaços no rosto.

Sintomas Hipertireoidismo

Os sintomas de Hipertireoidismo podem facilmente serem confundidos com outras doenças. Entre os muitos que podem surgir estão:

  • Palpitações cardíacas,
  • Tremores nas mãos,
  • Ansiedade, nervosismo e inquietação frequente,
  • Menstruação irregular (na mulher),
  • Excesso de suor sem uma causa aparente,
  • Dificuldades para conciliar o sono,
  • Dificuldades para se concentrar,
  • Fraqueza muscular,
  • Diminuição ou falta da libido,
  • Cabelos finos e quebradiços,
  • Perda de peso, mesmo com o aumento no apetite,
  • Náuseas frequentes,
  • Aumento no número de evacuações.

Níveis normais

Um primeiro exame de sangue TSH ultra sensível é feito logo ao nascer quando é feito o exame do pezinho e, nesse caso, observa-se um possível hipertireoidismo congênito.

Todos os anos quando o indivíduo, especialmente as mulheres vão fazer aqueles exames preventivos, é bom conversar com o médico para saber da necessidade de incluir também o exame de TSH, mas é importante que tanto as mulheres como também os homens, a partir dos 35 anos de idade façam esse exame específico pelo menos a cada 5 anos.

Já para as mulheres, a partir da entrada na menopausa, o conselho é que se faça o exame a cada ano e para as gestantes, o recomendável é fazer o exame ainda dentro do primeiro trimestre de gravidez, para assegurar também a saúde do feto.

Quantos aos valores normais de TSH, estes podem variar de acordo com a técnica usada pelos laboratórios, mas em geral são aceitos os seguintes valores:

  • Crianças prematuras (entre 28 e 36 semanas) – de 0,7 a 27 mU/L,
  • Recém-nascidos (entre 1 a 4 dias) – entre 1 a 38 mU/L,
  • Crianças entre 2 a 20 semanas – entre 1,7 a 9,1 mU/L,
  • Indivíduos entre 21 semanas a 20 anos – entre 0,7 a 6,4 mU/L,
  •  Adultos entre 21 anos e 54 anos – entre 0,4 a 4,5 mU/L,
  • Adultos entre 55 anos e 87 anos – entre 0,5 a 8,9 mU/L,

Mulheres grávidas

  • Primeiro trimestre de gravidez – entre 0,3 a 4,5 mU/L,
  • Segundo trimestre de gravidez – entre 0,3 a 4,6 mU/L,
  • Terceiro trimestre de gravidez – entre 0,8 a 5,2 mU/L.

O Resultado do Exame

O resultado do exame de sangue TSH ultra sensível pode apontar níveis baixos ou elevados desse hormônio produzido pela Hipófise, o que quer dizer que também a Tireóide está produzindo os hormônios T3 e T4 de maneira irregular.

Com isso, ou o indivíduo está com Hipertireoidismo com excesso de hormônio T2 e T4 e baixa quantidade de TSH ou então o indivíduo está com Hipotireoidismo, que ao contrário, apresenta pouca produção de hormônios T3 e T4 pela Tireóide e o excesso de TSH pela Hipófise.

Quando se trata de crianças, os resultados alterados desse exame são mais preocupantes, pois esses resultados influenciam no desenvolvimento da criança. Nesse caso, pode acontecer de:

  • O crescimento da criança é mais lento,
  • A força muscular fica comprometida,
  • As fezes são mais raras e endurecidas,
  • A criança é mais propensa a se tornar obesa,mesmo com o controle do apetite,

Além disso, a criança quando não tratada com urgência, em casos mais graves pode sofrer com complicações mentais e ainda passar a ter problemas cardíacos.

Leia também: