Pomada para Dor no Ombro Bursite e Tendinite, Nomes

Dores na região do ombro são muito comuns, por vezes leve e passageira ou então com problemas mais complicados com inflamação e muita dor que precisa ser investigado o mais rápido possível.

Movimentos involuntários ou quem sabe esforço excessivo sem um devido aquecimento ou preparo, ou quem sabe as pancadas causadas por algum acidente são alguns dos motivos para que essas dores aconteçam.

Por isso, vamos agora trazer alguns comentários sobre possíveis inflamações que podem ocorrer na região do ombro e também vamos aproveitar para citar algumas opções como pomada para dor no ombro Bursite e Tendinite que os médicos poderão recomendar se acaso for necessário um tratamento.

Não é preciso nem dizer que as dores no corpo quando se manifestam e persistem por mais de 24 horas e sem um motivo aparente, devem ser investigadas e, para isso, um bom ortopedista deverá ser consultado o mais breve possível.

Segundo alguns especialistas, depois da dor na coluna, as dores no ombro pode ser a maior causa das queixas dos pacientes nos consultórios dos ortopedistas.

Podendo acontecer em pessoas de qualquer idade ou sexo, elas são no mínimo desagradáveis, mas graças aos avanços da medicina, cada problema pode ser combatido com muito sucesso, quando a ajuda é buscada logo cedo.

Sobre Bursite

Também conhecida como Bursite Subacromial em geral, a Bursite no ombro faz parte de um quadro denominado de Síndrome do Impacto do Ombro que acontece por conta da inflamação da bursa e também dos músculos que se encontram na região subacromial com sinais de inflamações nos tendões.

Para entender melhor, a Bursite é uma inflamação na Bursa Sinovial, um tecido que funciona como uma almofada localizada no interior de uma articulação para evitar o atrito entre o tendão e o osso.

A Bursite no ombro pode ser causada pelo uso excessivo de uma articulação, nesse caso, especialmente em movimentos que elevam o braço acima da linha da cabeça, muito comum em praticantes de natação, pintores, pessoas que trabalham com faxina entre outros.

Além disso, a Bursite também pode ocorrer por conta de movimentos bruscos como, por exemplo, levantar um peso excessivo de forma rápida, ou mesmo quando ocorre um acidente com queda em que o indivíduo se vê obrigado a apoiar o corpo sobre os braços suportando todo o impacto.

Como se não bastasse, a Bursite também pode ser provocada por conta de outras doenças de origem inflamatória, tais como:

  • Esclerodermia – doença auto-imune que causa inflamação crônica no tecido conjuntivo, mais frequente nas mulheres,
  • Gota,
  • Artrite reumatoide,
  • Artrite psoriásica,
  • Lúpus.
Uma dor que incomoda bastante que pode comprometer bastante os movimentos do ombro

Quando ocorre a inflamação da bursa na região do ombro, a dor é percebida na parte superior e anterior do ombro. Dependendo da gravidade da inflamação o indivíduo vai apresentar uma maior ou menor intensidade de dor, chegando a ter todos os movimentos com o ombro comprometidos.

Além de manter essa articulação em repouso, quando o indivíduo precisa evitar todo movimento mais intenso com o membro e, até mesmo, ausentar-se do trabalho, por vezes será necessário o uso de anti-inflamatórios que um médico especialista deverá recomendar depois de uma análise criteriosa sobre a gravidade do problema.

Como é feito o diagnóstico da Bursite no ombro

Para se detectar esse problema com inflamação na bursa, faz-se um exame clínico com bastante cautela. Nesse exame, o profissional médico irá pedir que o paciente faça movimentos diversos com o ombro para identificar qual é o movimento que provoca mais dor e, a partir daí, buscar pelo diagnóstico.

Além disso, será necessário um exame de Radiografia e Ecografia para se saber as causas da inflamação e do seu estágio. Com esse exame o médico também poderá descartar outras causas para essa dor como, por exemplo, uma possível lesão óssea ou quem sabe um quadro de Osteoartrose.

Já a Ressonância Magnética Nuclear é um exame que garante resultados mais precisos, pois consegue-se uma melhor visualização do problema para ser combatido com maior segurança.

Quando se recomenda a cirurgia

A cirurgia para a Bursite no ombro deverá ser recomendada apenas quando não existe uma melhora com o uso de medicamentos ou então, quando existem outras complicações associadas como, por exemplo, uma rotura da coifa dos rotadores ou mesmo um processo de artrose.

Conhecida como Artroscopia, esse tipo de cirurgia é feita com técnicas pouco invasivas, o que favorece em muito a recuperação do paciente sem muitos transtornos e com maior rapidez.

Sobre Tendinite

Tendinite é uma inflamação que acomete o tendão, estrutura fibrosa, como uma corda que une o músculo ao osso. A inflamação do tendão é caracterizada pelo sintoma de muita dor e inchaço no tendão e pode ocorrer em qualquer região do corpo, porém, é mais comum que ocorra no ombro, no cotovelo, no tornozelo no joelho ou ainda no punho.

Quando ocorre uma sobre-carga o tendão por ser uma estrutura mais frágil é quem leva a pior podendo se romper causando sérios danos ao membro. Além disso, a dor provocada pela tendinite tente a ser mais forte dependendo dos movimentos praticados pelo braço afetado.

Esse tipo de inflamação que ocorre nos tendões, é classificada pelos médicos de acordo com as características que apresenta.

  • Fase 1 – nessa fase, com dor aguda, ocorre um pequeno sangramento no interior da articulação e é acompanhado de inchaço. Em geral, com o repouso, os sintomas tendem a desaparecer e o problema é mais comum entre as pessoas jovens.
  • Fase 2 – nesse caso, a dor provocada pela inflamação é mais constante. Na consulta ao médico, através de um exame de ultrassonografia, será constatado a presença de uma fibrose na articulação com o espessamento da bursa subacromial e também a tendinite do Manguito Rotador.

Esse tipo de inflamação é mais comum ocorrer em pessoas com idade entre 25 anos e 40 anos.

  • Fase 3 – uma tendinite na fase 3 é quando ocorre a ruptura parcial ou mesmo total do Manguito Rotador ou Bíceps Braquial, uma situação mais grave de tendinite. Esse tipo de comprometimento é mais comum em indivíduos a partir dos 40 anos de idade.

Uma ruptura de tendão no ombro, nem sempre vai exigir uma cirurgia imediata, desde que a dor não seja tão intensa e se não houver fraqueza muscular. Com sorte o problema poderá ser tratado com medicamentos recomendados pelo médico responsável e também com sessões de fisioterapia.

Como detectar o problema

Em geral, para se detectar uma Tendinite no ombro, o médico realizará um exame físico no paciente e também buscar saber dos sintomas relatados.

Além disso, certamente o médico irá solicitar um exame de imagem para confirmar o diagnóstico e avaliar a gravidade da inflamação e também procurar descobrir as verdadeiras causas da dor.

Quando se recomenda a cirurgia para Tendinite

Uma cirurgia para tendinite no ombro só deverá ser recomendada quando dentro de um prazo de 6 meses a 12 meses com um tratamento conservador, os resultados não foram alcançados de forma satisfatória.

Além disso, a cirurgia poderá ser recomendada quando ocorre uma ruptura do tendão, o que provoca uma dor mais intensa e fraqueza muscular bem considerável.

Mesmo nessas situações, existem casos em que pacientes com mais de 60 anos ainda podem ser tratados com medicamentos e fisioterapia apenas, mas somente o médico é quem poderá saber dessa possibilidade e então recomendar ou não a cirurgia.

Sintomas das Dores

Quando ocorre um Bursite no ombro, os sintomas mais comuns são:

  • Dor no ombro, especialmente na parte superior,
  • Fraqueza muscular em todo o braço afetado,
  • Dificuldade de levantar o braço acima da cabeça por conta da dor,
  • Sensação de formigamento que pode irradiar-se por todo o braço.

Quando ocorre uma Tendinite, os sintomas mais comuns são:

  • Muita dor no tendão afetado que pode irradiar-se para toda a musculatura ao seu redor podendo entrar em espasmo de proteção e fadiga com sensação de peso,
  • A dor piora com os movimentos pode também diminuir a força.
  • Em casos mais agravantes quando não é tratado rápido, pode causar atrofia muscular,
  • Presença de inchaço no local e aumento da temperatura na pele na região comprometida,
  • Vermelhidão na pele no local afetado.

Pomada Traumeel S

Traumeel S é uma das opções em pomada para dor no ombro Bursite e Tendinite que vamos encontrar no mercado. Trata-se de um medicamento bastante recomendado para tratar de condições inflamatórias no sistema músculo-esquelético inclusive em processos degenerativos.

Traumeel S é um medicamento muito recomendado como auxiliar em tratamentos de processos inflamatórios do aparelho locomotor e de sustentação bem como para tratamento de traumatismos em geral.

Embalagem muito prática para facilitar o tratamento

Substância ativa nesse medicamento – esse medicamento é composto por vários ingredientes, tais como:

  • 750 mg de Arnica Montana D3 ,
  • 225 mg de Calêndula Officinalis,
  • 225 mg e Hamamelis Virginiana,
  • 75 mg de Echinacea Angustifolia,
  • 75 mg de Echinacea Purpurea,
  • 75 mg de Chamomilla Recutita,
  • 50 mg de Symphytum Officinale D4,
  • 50 mg de Bellis Perennis,
  • 45 mg de Hypericum Perforatum D6,
  • entre outros componentes.

Como usar esse medicamento – aplique a pomada sobre o local a ser tratado sempre com finas camadas e com movimentos massageadores. As aplicações devem ser feitas duas vezes ao dia, pela manhã e à noite.

Atenção – não aplique esse medicamento em grandes áreas da pele e se existir qualquer desconforto como, por exemplo, os quadros alérgicos na pele, o tratamento deverá ser descontinuado.

Contra-indicações – esse medicamento não deve ser utilizado nas seguintes situações:

  • Para pessoas sensíveis à fórmula do medicamento,
  • Para mulheres gestantes,
  • Para mulheres no período de amamentação.

Valor desse medicamento – a embalagem com 50 gramas de pomada Traumeel S tem um valor aproximado de R$ 60,00 reais.

Pomada Cataflam Pro

Cataflam é uma pomada para dor no ombro Bursite e Tendinite que apresenta ação anti-inflamatória, analgésica e antipirética, muito recomendado para tratar de condições com inflamação no sistema músculo-esquelético nos adultos. Trata-se de um medicamento bastante recomendado para quem pratica as atividades esportivas.

Graças aos componentes encontrados em sua fórmula, o uso de Cataflam Pro no tratamento contra a bursite, tendinite e outras complicações confere grandes vantagens com o tempo de tratamento mais reduzido.

Uma pomada bastante conhecida no mercado

Substância ativa nesse medicamento – cada 100 gramas da pomada Cataflam Pro contém 1,16 gramas de Diclofenaco Dietilamônio.

Como usar esse medicamento – a pomada deve ser aplicada sobre a área a ser tratada 3 a 4 vezes ao dia sempre com camadas bem finas e com movimentos massageadores. Massageie o local do tratamento por alguns minutos para facilitar a absorção do medicamento pela pele.

O período de tratamento não deve ultrapassar a uma semana sem a devida recomendação médica.

Efeitos adversos desse medicamento – os efeitos adversos mais comuns desse medicamento são:

  • Coceira,
  • Vermelhidão,
  • Inchaço ou bolhas na área do tratamento,
  • Dificuldades para respirar,
  • Urticária generalizada na pele,
  • Inchaço na região da face.

Contra-indicações – Cataflam Pro é contra-indicado nas seguintes situações:

  • Para crianças menores de 14 anos de idade,
  • Para pacientes alérgicos ao Diclofenaco Dietilamônio,
  • Para pacientes alérgicos a outros medicamentos anti-inflamatórios não esteroide,

Além disso, mulheres grávidas ou que estejam amamentando só poderão fazer uso desse medicamento mediante a devida recomendação do médico responsável.

  • Valor desse medicamento a embalagem de 60 gramas da pomada Cataflam Pro tem um valor aproximado de R$ 25,00 reais.

Pomada Acheflan

Acheflan é mais uma pomada indicada para tratamentos de condições inflamatórias como Bursite, Tendinite e outras complicações no sistema músculo-esquelético. Esse medicamento tem ação anti-inflamatória que também favorece para o alívio das dores.

Um medicamento que pode ser encontrado em embalagem com 30 gramas e 60 gramas

Substância ativa nesse medicamento – cada grama de pomada Acheflan contém 5,0 mg de Óleo essencial de Cordia Verbenacea DC.

Como usar esse medicamento – a pomada deve ser aplicada sobre a área a ser tratada sempre com camadas finas para favorecer a absorção pela pele. As aplicações devem ser feitas 3 vezes ao dia por um período máximo de tratamento de 28 dias.

O uso desse medicamento em camadas mais espessas pode provocar reações alérgicas na pele com sintomas como: queimação, coceira e vermelhidão na pele.

Atenção – essa pomada não pode ser aplicada sobre ferimentos abertos e outras lesões com infecção. Além disso, deve-se evitar o contato com a boca ou com os olhos.

Contra-indicações – esse medicamento é contra-indicado nas seguintes situações:

  • Para crianças menores de 12 anos de idade,
  • Para mulheres grávidas,
  • Para mulheres no período de amamentação,
  • Para pessoas sensíveis à fórmula do medicamento.

Valor desse medicamento – a embalagem com 30 gramas da pomada Acheflan tem um valor aproximado de R$ 41,00 reais.

Pomada Probenxil

Probenxil é uma pomada em gel com ação anti-inflamatória muito eficaz para tratar de processos inflamatórios relacionados ao sistema músculo-esquelético. O  medicamento age com muita eficácia aliviando o inchaço e também a dor.

Substância ativa nesse medicamento – cada grama de Probenxil contém 11,6 mg de Diclofenaco Dietilamônio.

Mais um medicamento que é muito eficaz nos tratamentos

Como usar esse medicamento – aplique a pomada sobre a área da pele a ser tratada 3 a 4 vezes ao dia, sempre com camadas finas e com movimentos massageadores.

Esse medicamento não deve ser utilizado por mais de 3 semanas.

Efeitos adversos desse medicamento – alguns efeitos adversos mais comuns que esse medicamento pode apresentar são:

  • Coceira na pele,
  • Vermelhidão na pele,
  • Inchaço ou formação de bolhas na região tratada da pele.

Contra-indicações – esse medicamento é contra-indicado nas seguintes situações:

  • Para pessoas que apresentam alguma reação alérgica ao Diclofenaco ou outros medicamentos recomendados para tratar da dor, inflamação ou febre como no caso do Ácido Acetilsalicílico ou o Ibuprofeno.

Essas substâncias podem provocar sintomas como; Asma, respiração ofegante, inchaço na face ou na língua, nariz gotejante, urticária entre outros sintomas.

  • Para crianças menores de 14 anos, salvo recomendação médica,
  • Para mulheres no último trimestre de gravidez,
  • Para mulheres durante os primeiros 2 trimestres de gravidez, salvo recomendação médica,
  • Para mulheres no período de amamentação.

Nota – durante o tratamento com esse medicamento é importante evitar uma exposição excessiva ao sol, pois poderá ocorrer uma maior sensibilidade na pele no local da aplicação.

Valor desse medicamento – a embalagem com 60 gramas da pomada Probenxil tem um valor apropriado de R$ 15,00 reais.

Leia também: