Remédio para Candidíase, dose Única ou Pomada, Tratamento

Em nosso corpo, habitam inúmeros micro-organismos que em uma condição normal, não oferecem risco algum. Porém, quando o sistema imunológico apresenta alguma debilidade, associado com outros fatores, esses micro-organismos podem se proliferar e causar infestações comprometedoras.

Entre os riscos que podemos correr está a Candidíase e é sobre essa doença que vamos fazer alguns comentários enquanto apresentamos as melhores opções em remédio para Candidíase que os médicos poderão recomendar para um tratamento.

O que é

Denomina-se de Candidíase uma doença infecciosa causada por fungos do gênero Candida. A doença tem cura e pode afetar diversas áreas do corpo, mas é mais comum quando afeta as genitálias femininas.

O que acontece é que o fungo Candida Albicans prefere ambientes mais úmidos, daí a razão para habitar naturalmente a vagina onde a infestação é mais frequente.

Dessa forma, manter as peças íntimas úmidas como, por exemplo, na saída da piscina, ou mesmo de outra forma, manter a roupa molhada no corpo, certamente poderá contribuir para a proliferação desses fungos na área da vagina.

A doença também pode também afetar a boca, a garganta, a pele, as unhas, os órgãos genitais masculinos e até mesmo alcançar a corrente sanguínea.

O fungo Cândida Albicans é a espécie mais comum para trazer esse tipo de complicação para o ser humano, cerca de 80% a 90% dos casos. Porém, a doença também pode ser provocada pelos seguintes tipos de fungos.

  • Fungo Glabrata,
  • Fungo Krusei,
  • Fungo Tropicalis,
  • Fungo Saccharomyces Cerevisae,
  • Fungo Parapsiloses,

Tipos de Candidíase

A Candidíase pode ser dividida em 4 tipos, são eles:

  • Candidíase Vaginal – essa é a forma mais comum da doença e acomete as mulheres que se encontram com o sistema de proteção do corpo enfraquecido por algum outro motivo. Além disso, podem acontecer devido a algum desiquilíbrio na flora vaginal onde esses fungos se encontram.

Descuidos com a higiene íntima, contato íntimo sem a devida proteção e alguns problemas de saúde contribuem diretamente para as debilidades do sistema de proteção do corpo para que a infestação aconteça.

Nos casos de Candidíase Vaginal, o fungo que já se encontra na flora vaginal, se prolifera e aproveita que o sistema imunológico se encontra mais fraco para causar a infecção.

  • Candidíase Peniana – também conhecida por Balanopostite, esse tipo da doença não é tão comum quanto a candidíase na mulher. Na maioria das situações, a causa da infestação se dá apenas devido a alguma debilidade de saúde para dar campo para que esses fungos de proliferem.

Doenças como a Diabetes ou então o fato de não se ter o devido cuidado com a higiene colaboram enormemente para que a doença aconteça.

  • Candidíase oral – esse tipo da doença pode afetar crianças, portadores de diabetes e também as pessoas mais idosas através do contato íntimo com pessoas em fase de tratamentos que comprometem o sistema imunológico.

A doença, independentemente de onde acontece, tem na verdade a debilidade do sistema imunológico como principal fator para que possa evoluir.

  • Candidíase no esôfago – nesse caso, a doença se manifesta no esôfago, porém é muito raro tal complicação. Quando ela acontece, dá-se o nome de Esofagite de causa infecciosa e também nesse caso, são as pessoas com debilidade no sistema imunológico que são mais propensas a desenvolver a doença, como é o caso de portadores de algum tipo de câncer ou AIDS.
  • Candidíase de pele – também conhecida como Intertrigo Candidíasico, esse tipo da Candidíase afeta a pele e geralmente o contágio ocorre por conta do roçar da pele com pessoas contaminadas.
  • Candidíase Evasiva – esse tipo da doença pode afetar qualquer pessoa, inclusive crianças recém-nascidas. Nessa situação o fungo Albicans causador da doença alcança a corrente sanguínea e pode afetar qualquer dos órgãos do corpo com comprometimentos graves.

Sintomas Apresentados

Os sintomas da Candidíase variam de acordo com os locais afetados, entre eles podemos citar:

  • Coceira na área da vagina,
  • Dor e vermelhidão nos órgãos genitais,
  • Corrimento vaginal branco parecido com queijo cottage,
  • Dor na hora do ato sexual,
  • Coceira ou ardência na ponta do pênis,
  • Ardência ao urinar,
  • Feridas na pele do pênis,
  • Odor forte no pênis,
  • Corrimento branco saindo do pênis,
  • Vermelhidão, ardência e desconforto na boca,
  • Manchas brancas dentro da boca e na língua.

Em caso de candidíase no Esôfago, os sintomas mais comuns são:

  • Dor no peito,
  • Dor ao engolir,
  • Perda do apetite,
  • Náuseas,
  • Vômitos,
  • Dor na região do abdômen.

Alguns sintomas de candidíase na pele:

  • Vermelhidão na região onde existem dobras na pele,
  • Escurecimento da pele com formação de crostas
  • Descamação da pele,
  • Saída de líquido aquoso nas lesões da pele,
  • Coceira e queimação nas dobras da pele.

Sintomas da Candidíase Evasiva:

  • Febre,
  • Dor de cabeça,
  • Falta de brilho na urina,
  • Inflamação nas articulações do corpo,
  • Vômitos.
Fatores que contribuem para a doença
  • Uso de roupas íntimas confeccionadas com tecido sintético,
  • Uso recente de medicamentos antibióticos,
  • Excesso de estresse,
  • Desiquilíbrio hormonal,
  • Diabetes fora de controle,
  • Doenças auto-imunes,

Por conta desses fatores, pode-se afirmar com garantia de que não é preciso que a mulher seja ativa sexualmente para contrair esse tipo de infestação vaginal.

Estou com coceira vaginal com corrimento branco

A coceira na vagina é um dos sintomas que podem apontar uma infestação por fungos causador da Candidíase vaginal, porém, é preciso ficar atento, pois se acaso, a coceira é mais externa, o problema pode estar relacionado a uma reação alérgica.

Por isso, quando a coceira é sentida mais no fundo da vagina e vem acompanhada de corrimento branco, semelhante ao leite coalhado, pode sim, ser sim, problemas com a Candidíase, mesmo que o corrimento não apresente mal – cheiro.

Esse corrimento também pode apresentar outra coloração que não a branca, assim como uma consistência diferente, mas nesse caso, é muito provável que não se trata de Candidíase, e sim, outro tipo de infestação.

Coceira na Cabeça do pênis e Inflamação

Coceira na cabeça do pênis, certamente não é um bom sinal, porém, existem condições variadas para que ela aconteça e, por isso, é importante ficar atento para a ocorrência de outros sintomas.

Se porventura, a coceira persistir por mais de 1 semana, mesmo com os cuidados de higienização apropriados, é importante buscar por ajuda médica o quanto antes para saber do que se trata.

Ademais, se a coceira vir acompanhada de inflamação, pode tratar-se de um caso de Balanite que em geral, é provocada por reações alérgicas no órgão sexual masculino ou devido a falta de uma higienização correta.

Também não se pode descartar uma infestação por fungos ou uma doença sexualmente transmissível.

Por isso, se for apenas coceira, espera-se por pelo menos 7 dias para buscar por ajuda médica, mas, se vir se também existir inflamação, deve-se buscar por ajuda médica rapidamente.

Como diagnosticar a doença

O diagnóstico da doença é feito através de exame da cultura da região afetada, pois os sintomas podem ser confundidos com outras doenças:

  • Candidíase vaginal ou no pênis – nesses casos, o exame começa com um histórico do paciente. O médico vai averiguar a possibilidade de infecções anteriores nessas regiões, relacionadas à DSTs e, além disso, devem ser colhidos outros materiais para avaliar as condições de saúde desses órgãos.
  •  Candidíase oral ou esofágica -nesse caso, o médico irá solicitar um exame de cultura da boca e de escarro para diagnosticar a presença da doença.
  • Candidíase na pele – nessa situação, o médico irá observar os sintomas presentes e ainda deverá solicitar um exame de sangue como maior garantia no diagnóstico. Dependendo da situação ainda existem outros procedimentos que o médico poderá tomar de acordo com a necessidade.
  • Candidíase invasiva – para se detectar a candidíase invasiva, o médico irá solicitar exame de cultura de fungos no sangue e até mesmo uma biópsia dos tecidos para confirmar ou não a doença.

Atenção – a Candidíase não é considerada uma DST, pois mesmo indivíduos que nunca tiveram relações sexuais são sujeitas a ela. Porém, pessoas com alguma deficiência no sistema de defesa do corpo, são mais susceptíveis a esse mal contraindo-o através de relações sexuais sem proteção.

Por conta disso, para maior segurança de indivíduos não contaminados, aconselha-se que a pessoa que está em tratamento contra essa doença, evite as relações sexuais durante esse período.

Aproveitamos para dizer ainda que o uso de doces e carboidratos simples, podem contribuir para a proliferação desses fungos no organismo.

Remédio Fluconazol 150 mg Dose Única

Fluconazol 150 mg dose única é um remédio para Candidíase vaginal aguda ou recorrente e também para tratar balanites causadas por Candida.

Esse medicamento é muito bem absorvido quando usado por via oral e atinge os  níveis sanguíneos num prazo que varia de meia hora a 6 horas. Já o tempo médio para que o paciente comece a sentir o alívio dos sintomas pode ser de 24 horas a partir da administração do medicamento.

Fluconazol 150 mg é muito bem absorvido quando usado por via oral e atinge os níveis sanguíneos de 0,5 hora (meia hora) a 6 horas.

Substância ativa nesse medicamento – cada capsula contém 150 mg d Fluconazol.

Preço e Nomes Comerciais

Além de Fluconazol esse medicamento pode ser encontrado com os seguintes nomes comerciais:

  • Zoltec,
  • Flucocin.

Valor desse medicamento – a embalagem com 1 comprimido de Fluconazol 150 mg tem um valor aproximado de R$ 10,00 reais.

Como Tomar

A recomendação é a ingestão de 1 comprimido de Fluconazol 150 mg em dose única. Para evitar a reincidência da candidíase vaginal ou balanite recomenda-se uma dose única mensal do medicamento.

Efeitos

Os efeitos adversos mais comuns que esse medicamento pode apresentar são:

  • Náuseas,
  • Dor abdominal,
  • Flatulência,
  • Dor de cabeça,
  • Diarreia.

Contra indicações desse medicamento

Esse medicamento é contra-indicado nas seguintes situações:

  • Para pacientes menores de 18 anos de idade, salvo recomendação específica do médico,
  • Para mulheres no período de gestação,
  • Para pacientes com sensibilidade à fórmula do medicamento.

Pomada Terbinafina

A pomada Cloridrato de Terbinafina é um medicamento indicado para tratar das infestações fúngicas na pele inclusive a Candidíase de pele. Trata-se de um medicamento com ação antimicótica capaz de eliminar os fungos causadores de infecções na pele.

Substância ativa nesse medicamento – cada grama da pomada contém 10 mg de Cloridrato de Terbinafina.

Como usar esse medicamento – em geral, a recomendação médica é que se aplique a pomada sobre a área da pele afetada pela candidíase cutânea 1 ou 2 vezes ao dia por um período de 2 semanas.

Efeitos adversos desse medicamento – os efeitos adversos mais comuns que esse medicamento pode apresentar são;

  • Vermelhidão na pele,
  • Coceira,
  • Pontadas.

Contra-indicações – Cloridrato de Terbinafina é contra-indicado nas seguintes situações:

  • Para mulheres no período de gestação ou amamentação, salvo recomendação específica do médico,
  • Para crianças menores de 12 anos de idade,
  • Para pacientes sensíveis à fórmula do medicamento.

Nomes comerciais para esse medicamento 

  • Lamisil,
  • Micoter,
  • Micosil,
  • Lamisilate.

Valor desse medicamento – a embalagem com 20 gramas da pomada Cloridrato de Terbinafina 10 mg tem um valor aproximado de R$ 27,00 reais.

Remédio Nistatina Creme

Nistatina é um remédio para Candidíase, mas nesse caso, para a Candidíase Vaginal. Esse medicamento liga-se às paredes das células dos fungos sensíveis causando-lhes a morte.

Substância ativa nesse medicamento – cada 4 gramas do creme contém 100.000 U.I de Nistatina.

Como usar esse medicamento – em geral, a recomendação do médico é de 1 aplicação ao dia no período da noite por um prazo de 14 dias. O medicamento deve ser aplicado bem no fundo da vagina com a ajuda do aplicador.

Para situações mais comprometedoras, o médico poderá recomendar mais do que uma aplicação ao dia.

Nota – mesmo durante o período menstrual, o tratamento não deverá ser interrompido.

Efeitos adversos desse medicamento – em geral, esse medicamento é bem tolerado, mas ainda assim, poderão surgir efeitos adversos como:

  • Sensação de queimação na região da vagina,
  • Sensibilidade na região,
  • Coceira na região da aplicação,
  • Irritação mais leve ou mais intensa dependendo da reação.

Contra-indicações – esse medicamento é contra-indicado nas seguintes situações:

  • Para pacientes menores de 18 anos de idade,
  • Para pacientes sensíveis à fórmula desse medicamento,
  • Para mulheres grávidas, sem a devida recomendação médica,
  • Mulheres no período de amamentação devem usar o medicamento com cautela.

Valor desse medicamento – a embalagem com 60 gramas de Nistatina creme mais 14 aplicadores tem um valor aproximado de R$ 17,00 reais.

Remédio Daktarin Gel Oral

Daktarin Gel Oral é um medicamento específico para tratar da Candidíase oral. Por conta de sua eficácia no combate aos fungos sensíveis à sua fórmula, Daktarin Gel é bastante recomendado pelos médicos.

Substância ativa nesse medicamento – cada grama de Daktarin Gel Oral contém 20 mg de Miconazol.

Como usar esse medicamento

  • Crianças a partir dos 6 meses de idade até 2 anos – deve-se aplicar o equivalente a 1/4 de colher (chá), 4 vezes ao dia, sempre após as refeições.
  • Crianças com mais de 2 anos de idade e adultos – deve-se aplicar 1/2 colher (chá), 4 vezes ao dia, sempre após as refeições.

A aplicação do medicamento deve ser feito com a ajuda de um cotonete ou gaze.

Nota – o tratamento com esse medicamento deverá persistir por pelo menos 7 dias após o desaparecimento dos sintomas para evitar a recorrência da doença.

Efeitos adversos desse medicamento

  • Alterações no paladar,
  • Desconforto na boca,
  • Náuseas,
  • Vômitos,
  • Sensação de boca seca.

Contra-indicações – esse medicamento é contra-indicado nas seguintes situações:

  • Para crianças com menos de 6 meses de vida,
  • Para pacientes com doenças hepáticas,
  • Para pacientes com sensibilidade ao Miconazol,
  • Para mulheres grávidas, salvo recomendação médica,
  • Para mulheres no período de amamentação, salvo recomendação médica,
  • Para pacientes que estão se tratando com outros medicamentos antifúngicos.

Valor desse medicamento – a embalagem com 40 gramas de Daktarin Gel Oral tem um valor aproximado de 37,00 reais.

Remédio Clotrimazol Creme

Clotrimazol Creme é um medicamento com ação antifúngica que é recomendado para tratar de sintomas externos da Candidíase nas regiões genitais na mulher e no homem. Além disso, o medicamento também é bem eficaz para combater outras complicações provocadas por fungos e bactérias sensíveis.

Substância ativa nesse medicamento – cada grama do creme contém 10 mg de Clotrimazol.

Como usar esse medicamento – o creme deverá ser aplicado nas áreas a serem tratadas, 2 a 3 vezes ao dia. Em geral, o médico recomenda a persistência do tratamento por pelo menos 15 dias após o desaparecimento dos sintomas para evitar a reincidência da doença.

Nas mulheres no período da menstruação, é importante fazer uma higienização correta na região da genitália antecipando cada aplicação.

Efeitos adversos desse medicamento

  • Ardência na pele,
  • Irritação na região do tratamento.

Contra-indicações – esse medicamento é contra-indicado nas seguintes situações:

  • Para pessoas sensíveis à fórmula do medicamento,
  • Para mulheres durante os primeiros 3 meses de gestação, salvo recomendação médica,

Nota – durante o tratamento, esse medicamento poderá reduzir a segurança contraceptivos como camisinha ou diafragma.

Valor desse medicamento – a embalagem com 20 gramas do creme Clotrimazol tem um valor aproximado de R$ 15,00 reais.

Remédio Gyno-Icaden Creme

Gyno-Icaden é mais um medicamento com ação antifúngica que pode der recomendado para tratar da Candidíase Vaginal e outras complicações provocadas por fungos sensíveis. O medicamento também é muito útil para combater a Balanite micótica e algumas infestações por bactérias gram-positivas.

Nota – apesar da atenção dada para esse medicamento na forma de creme, devemos lembrar que ele também é encontrado na forma de “Óvulo” que o médico poderá recomendar em algumas situações.

Substância ativa nesse medicamento – cada grama de Gyno-Icaden creme vaginal contém 10mg de Nitrato de Isoconazol.

Como usar esse medicamento – o medicamento deverá ser aplicado no fundo da vagina com a ajuda do aplicador que acompanha o produto. O tratamento deverá persistir por 7 dias ou de acordo com a recomendação médica.

Nota – o tratamento com esse medicamento não deve ser realizado durante o período menstrual.

Reações adversas mais comuns que o medicamento 

  • Coceira,
  • Ardor,
  • Formação de bolhas,
  • Vermelhidão na área onde é feito o tratamento.

Contra-indicações – esse medicamento é contra-indicado nas seguintes situações:

  • Para pessoas com sensibilidade ao medicamento,
  • Para mulheres no período de gestação, salvo recomendação médica,
  • Para pacientes menores de 18 anos,
  • Nota – para evitar uma reinfecção, é importante manter o corpo bem higienizado e trocar a roupa todos os dias. Além disso, evite roupas apertadas que possam contribuir com a transpiração e deixar as áreas sujeitas a esses fungos mais úmidas.

Valor desse medicamento – a embalagem com 40 gramas de Gyno-Icaden mais 7 aplicadores custa um valor aproximado de R$ 69,00 reais.

Pomada Miconazol

Miconazol na forma de pomada é um medicamento com ação anti-fúngica, muito eficaz no combate de fungos diversos sensíveis a ele. O medicamento age sobre a estrutura do micro-organismo, destruindo-o para depois ser eliminado do organismo.

Substância ativa nesse medicamento – cada grama de creme vaginal contém 20 mg de Nitrato de Miconazol.

Como usar o medicamento – em geral, a recomendação médica é de um aplicador cheio do creme inserido bem no fundo da vagina, 1 vez ao dia, antes de ir para a cama. O período de tratamento deve persistir por 14 dias consecutivos.

Atenção – durante o tratamento o parceiro sexual (se existir) também deverá fazer um tratamento com medicamento específico recomendado pelo médico.

Efeitos adversos desse medicamento – apesar de bem tolerado, o uso desse medicamento, no início do tratamento poderá promover:

  • Irritação no local,
  • Coceira,
  • Ardor no local da aplicação.

Contra-indicações – esse medicamento é contra-indicado para pessoas sensíveis à fórmula do medicamento.

Além disso, mulheres grávidas ou no período de amamentação devem buscar por orientação médica para saber se podem ou não usar esse creme.

Pomada Clotrimazol

Clotrimazol é mais uma pomada com ação antifúngica recomendada para combater os fungos que causam infestação na vagina como no caso da Candidíase. O medicamento tem poder para inibir o crescimento e a multiplicação de alguns tipos de fungos e mesmo algumas bactérias.

Substância ativa nesse medicamento – cada grama desse creme vaginal de uso adulto pode contém 10 mg ou 20 mg de Clotrimazol.

Como usar esse medicamento – ao consultar o ginecologista, ele poderá fazer a seguinte recomendação no tratamento com a pomada Clotrimazol.

  • Aplicar 5 gramas da pomada Clotrimazol 10 mg com a ajuda do aplicador bem no fundo da vagina, 1 vez por noite, durante 6 dias consecutivos.
  • Para a pomada Clotrimazol 20 mg, fazer o mesmo procedimento, porém apenas 3 dias consecutivos.

Reações adversas desse medicamento – as reações adversas mais comuns que podem ocorrer são:

  • Dor,
  • Prurido,
  • Erupções cutâneas.

Contra-indicações – esse medicamento é contra-indicado em situações como:

  • Para pessoas sensíveis à fórmula do medicamento,
  • Para mulheres no período de gestação, salvo indicação médica,
  • Para mulheres no período menstrual,

Além disso, o uso desse medicamento pode reduzir a segurança dos preservativos a base de látex.

Pomada Micostatin Creme

Micostatin é mais uma das opções em cremes para uso genital indicado para combater a Candidíase Vaginal. O medicamento age nas paredes das células dos fungos sensíveis provocando a sua destruição.

Substância ativa nesse medicamento – cada 4 gramas desse medicamento (equivalente a 1 aplicador cheio), contém 100.000 UI de Nistatina.

Como usar esse medicamento – em geral a aplicação desse medicamento 1 vez ao dia é o suficiente para um tratamento que deverá persistir por 14 dias. As aplicações devem ser feitas preferencialmente no período da noite antes de ir para a cama.

Para situações mais graves da infestação, o médico poderá recomendar mais de uma aplicação por dia se, de fato, for necessário.

Reações adversas desse medicamento – as reações adversas mais comuns que esse medicamento pode apresentar são:

  • Irritação na mucosa vaginal,
  • Sensibilidade,
  • Sensação de queimação e coceira.

Nota – Micostatin contém óleo mineral, um produto que pode reduzir a eficácia dos preservativos de látex.

Contra-indicações – esse medicamento é contra-indicado em situações como:

  • Para mulheres sensíveis á fórmula do medicamento,
  • Para mulheres gestantes ou no período de amamentação (salvo indicação médica).

Além disso, Micostatin não deve ser aplicada n pele, nos olhos ou na boca.

Pomada Cetoconazol

A pomada Cetoconazol é mais uma opção entre os medicamentos com ação anti-fúngica que pode ser recomendado pelos médicos para combater infestações na pele e na mucosa oral e vaginal.

Substância ativa nesse medicamento – cada grama da pomada contém 20 mg de Cetoconazol.

Como usar esse medicamento – o creme deve ser aplicada sobre as áreas a serem tratadas, 1 vez ao dia. Em combinação com o tratamento é importante cuidar com a higiene, pois do contrário, poderá ser difícil alcançar os melhores resultados em tempo oportuno.

Os melhores resultados começam a ser percebidos após 30 dias de tratamento, desde que esse seja feito de forma correta.

Reações adversas desse medicamento – entre os efeitos adversos mais comuns que esse medicamento pode apresentar, citamos:

  • Coceira,
  • Irritação no local da aplicação,
  • Sensação de picadas no local da aplicação.

Pomada Gino-Canesten

Gino-Canesten creme vaginal é mais um medicamento anti-fúngico indicado para combater fungos do gênero Candida causadores da Candidíase e outros que se localizam na área genital. O medicamento também é bem recomendado para o tratamento de Vulvite e Balanite (infecção no pênis).

A ação desse medicamento inibe o crescimento e a multiplicação das células de alguns tipos de fungos e também de algumas bactérias.

Substância ativa nesse medicamento – cada 5 gramas de pomada pode conter 50 mg ou 100 mg de Clotrimazol.

Como usar o medicamento – o medicamento deve ser aplicado com a ajuda do aplicador bem no fundo da vagina. O tratamento deve ser feito da seguinte forma:

  • Creme com 50 mg/5 g – a aplicação deve ser feita 1 vez ao dia, preferencialmente à noite, por um período de 6 dias.
  • Creme com 100 mg/5 g – a aplicação deve ser feita 1 vez ao dia, preferencialmente à noite, por um período de 3 dias apenas.

Nota – para tratar da Balanite nos homens, as aplicações devem ser feitas 2 a 3 vezes ao dia diretamente sobre a glande e prepúcio.

Reações adversas desse medicamento – os efeitos adversos mais comuns que esse medicamento pode apresentar são:

  • Sensação de queimação no local da aplicação,
  • Sensação de picadas,
  • Vermelhidão.

Se esses efeitos surgirem e persistirem sem melhora, suspenda o tratamento e busque por novas recomendações do médico.

Atenção – esse medicamento é contra-indicado para pessoas que apresentam alguma sensibilidade ao Clotrimazol.

Remédios para Candidíase Vaginal

Como muitos já sabem, a Candidíase Vaginal acontece por conta da proliferação de fungos do gênero Candida que já se encontram presentes na flora vaginal.

Por isso, na grande maioria dos casos, a Candidíase não se pega, apenas acontece quando por algum motivo, o sistema de defesa do corpo na mulher se encontra desguarnecido dando a oportunidade dos fungos se multiplicarem e causarem a infestação.

É claro que não podemos esquecer o detalhe da higienização, pois se a mulher ao se limpar após ir ao banheiro, agir de forma errada. Fazendo o movimento de traz para a frente, os riscos de infestação aumentam quando os micro-organismos que se encontram na região do períneo, se deslocam para a região da vagina.

Outros medicamentos para tratar a Candidíase Vaginal
Colpistatin

Colpistatin é um medicamento recomendado para tratar de infestações que provocam corrimento na região da genitália feminina. Esse remédio contém uma composição que favorece no tratamento contra infestações provocadas por Cândida Albicans,Trichomonas Vaginalis, Gardnerella Vaginalis, entre outros micro-organismos que comprometem a saúde genital da mulher.

Substância ativa nesse medicamento – cada grama desse medicamento contém:

  • 62,5 mg de Benzoilmetronidazol,
  • 25,000 UI de Nistatina,
  • 1,25 mg de Cloreto de Benzalcônio.

Como usar esse medicamento – aplique o medicamento com a ajuda do aplicador, 1 vez ao dia no período da noite por 10 dias consecutivos ou de acordo com a recomendação médica.

Flogo-rosa

Flogo-rosa é uma opção em medicamento para tratar de complicações na região genital da mulher que vem acompanhada de inflamação, dor e desconforto como é o caso da Vulvovaginite, por exemplo. Esse medicamento é encontrado na forma de pó para ser preparado ou líquido para também ser adicionado na água.

Flogo-rosa é bem recomendado como auxiliar no tratamento de Candidíase Vaginal.

Substância ativa nesse medicamento – esse medicamento contém Cloridrato de Benzidamina que apresenta ação anti-inflamatória, anestésica e analgésica.

Como usar o medicamento

  • Medicamento em pó – dissolva a quantidade de 1 ou 2 envelopes em 1 litro de água filtrada ou fervida.
  • Medicamento na forma líquida – dissolva 1 a 2 colheres (sobremesa) em 1 litro de água fervida ou filtrada.

Após preparadas, essas soluções devem ser usadas para fazer uma lavagem vaginal ou banho de assento. O tratamento deve ser feito 1 ou 2 vezes ao dia ou de acordo com a recomendação do médico ginecologista.

Pomada para Candidíase Peniana

A Candidíase Peninana é uma doença que pode até não apresentar sintomas diretos. Quando estes acontecem, resume-se a coceira, dor e vermelhidão que certamente causam constrangimentos e desconforto.

Na grande maioria dos casos, a ocorrência da infestação acontece por conta da falta de higiene do órgão e até mesmo o uso de roupas úmidas. Ademais, a doença pode estar relacionada a uma possível debilidade do sistema imunológico do homem que favorece a multiplicação do fungo Albicans que se encontra naturalmente na pele humana.

E tem mais, mesmo não sendo considerada uma doença sexualmente transmitida, a relação sexual sem a devida proteção com uma mulher contaminada pela Candidíase, vai favorecer o desenvolvimento de Candidíase no Pênis.

A doença pode ser tratada facilmente com o uso de alguns medicamentos mais específicos recomendados por um Urologista.

Para tratar da Candidíase Peniana, é necessário o uso de medicamentos com ação antifúngica assim como nos tratamentos de outras manifestações dessa doença. Esses medicamentos podem ser encontrados na forma de cremes, pomadas, comprimidos ou na forma injetável.

Medicamento para a Candidíase Peniana
Fluconazol comprimido

Também recomendado para tratar da Candidíase Vaginal, o Fluconazol na forma de comprimido é uma maneira muito prática para combater a Candidíase Peniana.

Esse medicamento é bem absorvido pelo organismo quando usado na forma oral e atinge os níveis sanguíneos num período variável de 30 minutos a 6 horas.

Substância ativa nesse medicamento – cada comprimido contém 150 mg de Fluconazol.

Como usar o medicamento – para tratar da Candidíase Peniana (Balanite), deve-se ingerir 1 comprimido de Fluconazol 150 mg em dose única, mas sempre com a recomendação médica.

Alguns nomes comerciais do Fluconazol

  • Candizol,
  • Flucazol,
  • Fluconeo,
  • Fluconal,
  • Lertus,
  • Glyfucan,
  • Flutec.
Clotrimazol Creme

Clotrimazol creme é mais uma ótima opção em medicamento para tratar da Candidíase peniana. Além disso, o medicamento é recomendado para tratar de variados casos de micose na pele.

A ação do medicamento nas regiões tratadas do corpo, inibe o crescimento e desenvolvimento dos micro-organismos, levando-os a morte.

Substância ativa nesse medicamento –  a substância ativa nesse medicamento é o próprio Clotrimazol.

Como usar o medicamento – para tratar da Candidíase Peniana, deve-se aplicar uma camada fina da pomada diretamente sobre o prepúcio ou da glande, 2 a 3 vezes ao dia de acordo com a recomendação do médico.

Alguns nomes comerciais do Clotrimazol

  • Clomazen,
  • Clomazol,
  • Clotrigel,
  • Dermobene
  • Clotrimix,
  • entre outros.

Remédio para Candidíase Oral

A Candidíase Oral é muito comum em bebês pelo fato de ainda não apresentarem o sistema imunológico totalmente preparado para defender-se de micro-organismos como o fungo Albicans e outros agentes infecciosos.

Sabemos que os fungos habitam naturalmente a pele sem causar danos à saúde. Porém, quando existe uma possibilidade de estes se multiplicarem, as infestações acontecem podendo então afetar também a boca.

Em geral, nos adultos, a infestação acontece por conta do contato com outras pessoas já infectadas. O contágio ocorre pelo beijo ou mesmo pelo contato íntimo oral.

Por vezes o tratamento pode ser feito com enxaguantes bucais ou se precisar, com medicamentos com ação antifúngica que deve ser recomendado por um profissional da saúde, seja um dentista ou um clínico geral.

Remédio para Candidíase Oral
Itraconazol

Itraconazol é um medicamento com ação antifúngica especial para tratar de complicações diversas causadas pelo fungo Candida Albicans. O medicamento age sobre a formação celular dos fungos impedindo o seu desenvolvimento e causando-lhes a morte.

Substância ativa no medicamento – cada cápsula desse medicamento para adultos contém 100 mg de Itraconazol.

Como usar o medicamento – em geral, para eliminar a Candidíase Oral, a recomendação médica é de 1 cápsula de Itraconazol 100 mg ao dia. O tratamento deverá persistir por até 15 dias.

Efeitos adversos desse medicamento – alguns dos efeitos adversos que esse medicamento pode apresentar são:

  • Dor de cabeça,
  • Queda de cabelos,
  • Enjoo,
  • Vômitos,
  • Sensação de fraqueza muscular,
  • Desconforto estomacal,
  • Diarreia,
  • Distúrbios menstruais nas mulheres,
  • Tontura,
  • entre outros efeitos indesejáveis

Contra-indicações – esse medicamento é contra-indicado em situações como:

  • Para mulheres no período de gestação ou lactação, salvo a recomendação específica do médico,
  • Para pessoas com sensibilidade à fórmula do Itraconazol.

Nomes comerciais do Itraconazol

  • Fungonax,
  • Itraspor,
  • Itrazol,
  • Neo Itrax,
  • Traconal,
  • entre outros.

Remédio para Candidíase no Esôfago

Esofagites de causa infecciosa como é o caso da Candidíase no Esôfago é mais comum em pessoas que apresentam algum grau de imunodeficiência. Pessoas contaminadas com AIDS ou que fazem tratamentos quimioterápicos ou ainda que tenham recebido recentemente algum transplante de órgão são os mais susceptíveis a essa infecção.

As infestações acontecem justamente quando, por algum motivo o sistema de defesa do corpo está desguarnecido dando a oportunidade para que os fungos invadam o epitélio provocando a infestação.

Também para esse tipo de infestação o médico deverá recomendar um medicamento bem específico, tais como:

Cetoconazol comprimidos

Bastante recomendado nos tratamentos quando se trata de infestação fúngica, o Cetoconazol na forma de comprimidos também e muito eficaz para combater a Candidíase Esofágica.

Substância ativa nesse medicamento – cada comprimido contém 200 mg de Cetoconazol.

Como usar esse medicamento – em geral, a recomendação médica é assim distribuída:

  • Adultos e crianças com mais de 30 kg de peso – 1 comprimido de Cetoconazol 200 mg, 1 vez ao dia junto com a refeição.
  • Crianças com peso variando entre 15 kg e 30 kg – recomenda-se a metade de um comprimido, 1 vez ao dia, junto com a refeição.

Atenção – esse medicamento não é recomendado para mulheres no período de gestação ou amamentação. Além disso, também é desaconselhável para pacientes com complicações hepáticas.

Tratamento da Candidíase Mamária

Como o próprio nome aponta a Candidíase Mamária acontece quando a infestação pelo vírus Candida acontece nas mamas maternas provocando muita dor, vermelhidão e até mesmo as feridas com sensação de fisgada dificultando o ato de amamentar.

Por vezes, a dor e o desconforto permanece mesmo depois que o bebê para de mamar.

Em geral, a Candidíase na mama acontece quando o bebê apresenta a infestação na boca. Por isso, é importante ficar atento, pois quando o bebê apresentar placas esbranquiçadas na boca, muito parecidas com restos de iogurte, é bem provável que ele se encontra infectado.

Com isso, com a boca cheia de fungos, o bebê no momento da mamada, pode infectar também as mamas maternas.

O tratamento para a Candidíase Mamária pode ser feita com cremes antifúngicos como Nistatina, Miconazol ou Cetoconazol. 

Nesse caso, o tratamento deve ser feito com 1 aplicação diária da pomada, por um período de 15 dias.

Nota – aplique o medicamento, depois da mamada. Além disso, sempre antes de oferecer a mama para o bebê, lembre-se de higienizá-la corretamente para evitar a prejuízos ao bebê.

Tratamento da Candidíase Recorrente

Quando a Candidíase acontece com 3 ou mais casos num período de 12 meses, devemos entender que se trata de Candidíase Recorrente e por isso, será necessário um tratamento mais enérgico para combater o problema.

Quando a Candidíase é recorrente ela pode ser dividida em 2 tipos:

  • Candidíase Recorrente Primária – quando a causa do problema não é conhecida para que aconteça a recorrência. Esse tipo de problema, nesse caso, é o mais comum de acontecer.
  • Candidíase Recorrente Secundária – quando a causa da recorrência é conhecida. Nessa situação, doenças autoimunes como Diabetes, AIDS, Terapia de Reposição Hormonal, uso de anti-concepcionais são algumas das causas bem prováveis.

Para o tratamento da Candidíase Recorrente, muito provavelmente o médico irá recomendar os mesmos medicamentos antifúngicos utilizados em situações normais da infestação.

Porém, por se tratar de recorrência, as dosagens e o tempo do tratamento deverão ser aumentados. Mas para isso, o médico responsável deverá avaliar com cuidado o quadro clínico do paciente para que o tratamento seja de fato, eficaz.

Leia também: