Como Plantar Grama Esmeralda em Seu Jardim

Saber como plantar grama esmeralda pode garantir uma boa economia nos gastos com a grama do jardim além de valorizar toda a ornamentação no local, pois um tapete verde bem plantado e cultivado é indispensável seja num imóvel residencial ou em um local mais público.

Conhecendo a grama Esmeralda

Zoysia Japonica ou simplesmente Esmeralda, é um tipo de grama com folhas estreitas, pequenas e pontiagudas com uma coloração verde-intensa ou por vezes mais clara. Trata-se de um tipo de gramínea que mantém o caule submerso sendo uma das espécies mais requisitadas em nossos dias para ser cultivada em condomínios, playground e jardins em geral.


Esse tipo de grama é bastante resistente, porém, é um tanto sensível ao alto tráfego e exige podas mais frequentes, pois se chegar envelhecer, se torna mais susceptível às pragas. Quando bem cuidada, também se torna uma ótima opção entre as gramíneas para ser plantada em terrenos mais amplos desde que não receba um pisoteio muito frequente.

Esmeralda é uma grama originária da Asia, Japão e China e aqui no Brasil, tem sido muito procurada, pois se adapta facilmente ao solo, porém, pode sofrer com a geada, especialmente quando se encontra mais alta do que o costume, lembrando que, toda grama, quanto mais baixa, mais resistente se torna tanto a seca como a geada.

Preparando o Solo

Além da adubação, é importante preparar o solo antes de pensar em plantar a grama, pois um solo compactado com pedras, certamente não é uma boa ideia para manter um gramado sempre saudável. Solo compactado dificulta ou mesmo impossibilita a expansão das raízes e além disso, os nutrientes presentes na adubação também não são aproveitados e com isso, a planta não têm condições de se desenvolver e seca.


Com respeito a adubação do solo para o plantio de grama, geralmente não é necessário o uso de nitrogênio, pois este tem uma ação muito breve, no máximo 30 dias, não dando tempo para a raiz do gramado absorvê-lo. Nesse caso, podemos optar por adubo orgânico ou químico (fertilizante NPK), porém, o adubo orgânico tem a vantagem de ajudar a manter a umidade na terra, especialmente quando se trata de excrementos animais ou aves.

O adubo, sempre que possível deverá ser misturado levemente à terra no momento de preparar o terreno, o que acelerará o desenvolvimento das mudas ou mesmo das leivas de grama.

Fazendo as Mudas

Para aqueles que desejam aprender como plantar grama esmeralda é sabido que o plantio de grama em leivas, é mais dispendioso, porém, a grama se desenvolve rapidamente, mas para quem não tem como investir muito nessa grama, o jeito é buscar pelas mudas, pois com as sementes, a grama vai demorar muito tempo para fechar e o risco de perdas é maior.

Para preparar as mudas de grama, podemos usar dois métodos: compramos as leivas e delas tiramos algumas desfiadas, pois essa espécie é de pega fácil, basta que tenha bastante umidade no solo. Ou então, compramos as sementes, e semeamos em bandejas próprias para semeio e aguardamos a germinação e crescimento até o ponto de mudar.

Mas quem não desejar esperar muito e também não se dispõe a fazer as mudas das próprias leivas, poderá encomendar as mudas prontas de grameiras especializadas a um custo de aproximadamente R$ 60,00 reais para cada 100 unidades de muda.

A Irrigação da Terra

O grande segredo para que um gramado se desenvolva rápido, é manter o solo não encharcado, mas com umidade suficiente para que as raízes se prendam logo à terra e comecem a crescer. Nesse caso, a preocupação deverá ser ainda maior se o plantio for por mudas e não por leivas.

Cuidados para o Crescimento

É importante lembrar que além de saber como plantar grama esmeralda  é preciso certificar-se de que a terra está bem adubada, fofa e sem a presença de ervas daninhas, especialmente se o plantio for feito em leiva, pois nesse caso, não é possível perceber tão facilmente que a erva está misturada à grama e com isso, assim como a grama, também as ervas daninhas se desenvolverão e ficará mais difícil limpar a grama depois.

Agora vemos uma vantagem que a grama em muda poderá proporcionar, pois apesar de levar mais tempo para fechar, ao surgirem as ervas daninhas, será mais fácil arrancá-las antes que se desenvolvam e com isso, o terreno fica livre para a grama crescer.

Após o término do plantio em leiva, é preciso espalhar uma fina camada de terra por cima da grama para depois irrigá-la, dessa forma, a terra jogada por cima, logo se infiltra entre as tosseiras da grama para fortalecê-las. Já para um plantio em mudas, isso não será necessário, desde que a terra já esteja bem úmida.

E se der Tiririca na grama Esmeralda

Infelizmente a Tiririca tem acabado com muitos gramados bonitos por aí, pois essa praga em forma de erva-daninha, não é fácil de controlar e muita gente até acredita que o fato de podá-la juntamente com a grama, pelo menos não a deixará aparente. Porém, o que muita gente não sabe é que essa erva se prolifera facilmente e tende a tomar conta do gramado.

Nesse caso, o jeito é buscar por um herbicida específico para combater a Tiririca, mas para isso, melhor é consultar um agrônomo de confiança para saber qual a melhor solução. Não devemos esquecer que muitas marcas de herbicida prometem milagres que não acontecem.

Uma dica para essa solução é o herbicida seletivo Gramizap, recomendado para a jardinagem amadora que tem oferecido bons resultados para acabar com essa erva na grama.


Leia também: