Como plantar Maracujá, passos até a colheita

Saber como plantar maracujá pode ser bem vantajoso, pois essa fruta apresenta muitas propriedades medicinais, sem contar que com ela, podemos preparar sucos saborosos para serem ingeridos a vontade. Além disso, ao buscá-las no mercado, certamente os valores não favorecem a compra e, por isso, nada melhor do que ter a fruta cultivada em casa.

Por isso então, vamos a partir de agora, fazer alguns comentários e oferecer algumas dicas importantes para quem desejar fazer o cultivo dessa fruta poderosa como calmante natural.


O Maracujá

Fruto do Maracujazeiro, o maracujá é muito conhecido em todo o Brasil, pois tanto a fruta como a casca e também as folhas e raízes podem ser utilizadas como medicamento. Da família das Passifloráceas, o maracujazeiro é comum em regiões tropicais, e na medicina é bastante recomendada para pessoas com problemas de ansiedade, graças aos seus efeitos calmantes.

A fruta também é muito apreciada para preparar sorvetes, pudins, geléias, compotas e outros pratos doces, ou simplesmente, para o preparo de sucos naturais e até mesmo em licores.

Precisa de Parreira

O maracujazeiro é uma planta trepadeira, e por isso, pode ser melhor cultivado se existir condições de preparar uma parreira para a sua sustentação. Porém, quando existe a falta de um espaço para isso, podem ser apoiados em espaldeiras feitas a partir de arame galvanizados fixados em postes de concreto.


Com respeito ao suporte para abrigar o maracujazeiro, podemos criar opções diferenciadas e se acaso, o cultivo for apenas para consumo próprio, podemos aproveitar algumas árvores como apoio, pois basta que as mudas se desenvolvam e todo suporte para os baraços se apegarem serão bem vindos, só não podemos deixá-los no chão.

Cercas, muros, pergolados podem servir muito bem como apoio para que os ramos do maracujazeiro se estendam em espaços de cultivo menores.

Preparando o Solo

Para aqueles que desejam saber como plantar maracujá, devem saber que para que o cultivo de maracujá dê resultados, as mudas devem ser plantadas em terreno adubado. Nesse caso, podemos usar adubo orgânico variado, seja o esterco de animais, aves ou mesmo o adubo orgânico preparado com restos de alimentos e folhas.

Para facilitar, providencie mudas com até 30 cm de altura para serem replantadas no local definitivo. Não esqueça de providenciar no mínimo 2 mudas, para facilitar a floração e o rendimento com as frutas também ser maior.

As covas para o plantio devem ser feitas com alguns dias de antecipação com tamanho de 60 x 60 x 60 com espaçamento de 4 metros entre elas, onde será colocado o adubo misturado a terra para descansar por no mínimo 5 dias com muita umidade.

Como usar o adubo

  • Fezes bovinas – para adubar as covas com fezes bovinas, providencie o equivalente a 20 litros do esterco curtido para ser misturado a terra na cova. Também pode ser usada essa mesma medida para esterco de ovinos, desde que esteja bem curtido.
  • Fezes de aves – nesse caso, a quantidade de 5 a 10 litros de esterco bem curtido já é o suficiente para cada cova.
  • Bokachi – esse é um adubo facilmente encontrado nas lojas veterinárias e, nesse caso, 1 kg do adubo já é o suficiente para cada cova.

Dependendo de onde será feito o cultivo de maracujá, se a terra for magra, poderá ser necessário fazer uma análise do pH no terreno. Por isso, converse com um agrônomo e tire as dúvidas, providenciando alguns elementos químicos para ajudar na adubação.

O plantio

Para o plantio, escolha mudas bem saudáveis para garantir que o desenvolvimento será normal enquanto elas crescem.

Afaste a terra aduba dentro da cova o suficiente para acomodar a muda e depois certifique-se de que ela ficará bem firme no chão calcando a terra ao seu redor com cuidado para socá-la. Depois de plantadas as mudas, coloque um pouco de palha ou folhas secas ao seu redor do pé, isso ajudará a manter a umidade no solo.

Clima e Irrigação

Quando a área de plantio do maracujá tem boa drenagem e o solo também contribui com a fertilidade, o cultivo do maracujá não exige muitos cuidados, sendo que a preocupação maior será a irrigação. Porém, o importante é manter as covas úmidas para que as plantas se desenvolvam com saúde e vigor e, além disso, é só esperar pelo momento da floração e depois pelos frutos.

É bem verdade que existe outro item que não pode ser esquecido. Existe uma lagarta que costuma infestar os pés de maracujá para extrair a seiva das folhas e, nesse caso, é preciso providenciar um inseticida leve para impedir que as borboletas coloquem os ovos nas folhas, o que impedirá o aparecimento das lagartas.

A colheita da fruta

A colheita normal do maracujá amarelo é feita pela coleta dos frutos que ao amadurecerem naturalmente, se desprendem do ramo e por vezes ficam dependurados nas ramagens ou então caem ao solo. Em geral a colheita é feita 2 a 3 vezes na semana, mas isso pode variar um pouco, porém, quando chega o período de colheita é preciso ficar atento para evitar as perdas por apodrecimento ou desidratação da fruta.

Com respeito ao maracujá doce, esse já deve ser colhido diretamente na planta, pois essa qualidade não se desprende do pé por conta própria e o sinal característico apresentado em todas as frutas mostrando o tempo da colheita é a coloração que muda para o amarelo  ou roxo dependendo da qualidade.


Leia também: