Como fazer o Cadastro do Bolsa Família e ter o benefício

Olá, se você está em busca de informações para saber Como fazer o Cadastro do Bolsa Família, e receber todos os benefícios, vamos aqui fazer uma breve lista de dicas que lhe serão bastante úteis. Este que é considerado um dos maiores programas de transferência direta criado pelo Governo Federal, beneficiando milhares de famílias.

Com reconhecimento internacional, esta ajuda financeira tem tem ajudado famílias que vivem em situação de pobreza ou extrema pobreza, para que possam complementar a renda mensal e suprir as necessidades básicas como de alimentação e remédios.

Para que as famílias possam ser contempladas com essa ajuda financeira do Governo Federal, é necessário que seja feito o cadastro Bolsa Família. Isso fará com que não se limitem somente a receber o bolsa família, mas também possam usufruir de outros benefícios estabelecidos pelo Governo a partir de 2018.

O que é o bolsa Família

Como já dissemos, o bolsa família é um programa de transferência direta de renda, direcionado às famílias em situação de pobreza ou pobreza extrema em todo o país, de modo que consigam superar a situação de vulnerabilidade e pobreza.

Com este programa, as famílias com baixa renda podem ter acesso alimentação, saúde e educação, que são essenciais.

Quem tem direito

Famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza, quando a renda per capita é de 85,00 a 170,00 reais. Mas é importante saber que o grupo familiar em situação de pobreza, somente receberá o benefício, se tiver no seu seio:

  • Crianças
  • Gestantes
  • Adolescentes ou jovens até os 17 anos de idade

 

Onde é feito

Antes de tudo a família deve fazer o Cadastro Único para os Programas Sociais do Governo. Essa inscrição deverá ser feita no setor responsável no seu município. E só entrará no programa, famílias que estiverem dentro do valor de renda exigido.

Cadastro Único – Bom, o Cadastro Único é um banco de dados único que tem por objetivo unificar o cadastro dos beneficiários de programas sociais implementados pelo Governo Federal. A intenção é a de poder conhecer melhor os beneficiários dos programas sociais, e também saber como estes vivem e quais são suas maiores dificuldades.

Confira em http://mds.gov.br/bolsafamilia

Documentação para o Cadastro

Deverá ser apresentado documento de identificação de cada um dos membros da família, e caso algum destes ainda não possua o documento, será orientado a requerer o documento.

Os documentos que podem ser apresentados são:

  • Certidão de casamento;
  • Certidão de nascimento;
  • CPF – Cadastro de Pessoa Física;
  • RG – Documento de identidade;
  • Título de Eleitor;
  • Carteira de trabalho;
  • Rani – Certidão administrativa de Nascimento de Indígena;
  • Comprovante de residência – opcional.

No caso de Quilombolas ou indígenas, os documentos apresentados também são os mesmos, não sendo obrigatória a apresentação do título de eleitor ou CPF.

Existem ainda outros documentos que podem ser exigidos para facilitar as informações, mas que não são obrigatórios, como:

  • Comprovante de renda;
  • Comprovante de matrícula escolar das crianças e adolescentes;
  • Carteira de vacinação das crianças;
  • Carteira de vacinação da gestante.

Seleção e entrega dos cartões

É importante saber que para ter o cartão Bolsa Família, o responsável pela família deve já ter feito o Cadastro Único.

Depois disso, deverá ter feito o cadastro no Bolsa Família.

E, então aguardar a seleção do programa, e caso passe, ai sim receberá o cartão. A própria Caixa Econômica Federal enviará para sua casa, caso seja aprovado, o seu cartão.

Caso, passe de 45 dias de espera, poderá procurar o cartão na agência da Caixa.

Assim que Tenha o cartão em mãos, vai perceber que ele vem sem senha, então deverá se dirigir a agência da Caixa Econômica Federal com seus documentos de identificação em mãos como:

  • Identificação com foto;
  • Cartão bolsa família;
  • E o envelope que veio junto com o cartão.

Então, será realizada a ativação do seu cartão, e também será registrada uma senha, que deverá ser escolhida pela pessoa.

Como Sacar o benefício

Sacar o benefício é a parte mais fácil, pois depois de ter o seu cartão Bolsa Família desbloqueado e já com a senha definida e cadastrada, você já poderá sacar o dinheiro todo mês. O saque poderá ser realizado em diferentes locais, não sendo necessariamente a agência da Caixa, veja:

  • Na Agência da Caixa Econômica Federal
  • Caixas de auto atendimento
  • Casas lotéricas
  • Correspondentes Caixa aqui

Caso esteja sem o cartão Bolsa Família em mãos, poderá mesmo assim, acessar uma agência da Caixa levado apenas um documento de identificação como o RG, por exemplo.

O dia de retirada do benefício deve ser seguido pelo último dígito do Número de Identificação Social(NIS) impresso no cartão Bolsa.

Dessa forma, o final 1, indica que deverá retirar no primeiro dia, o final 2 no segundo dia, e assim sucessivamente.

Esses benefícios ficam disponíveis por 90 dias, para sacar. E o calendário de pagamento pode ser consultado no site do MDS, ou na página do Face.

Então é isso, agora você já está bem informado sobre os principais pontos a ser seguidos por quem quer saber Como fazer o Cadastro do Bolsa Família. Se você se enquadra nos requisitos aqui descritos, não perca tempo, vá logo fazer o seu Cadastro Único e depois usufruir de todos os benefícios que o Governo Federal oferece.

Leia também: