Exercícios de Alongamento para Idosos, Como fazer

Assim como para os adultos mais jovens os exercícios de alongamento para idosos também são necessários antes de começar com as atividades físicas, porém, estes devem ser mais cuidadosos, pois naturalmente o público da terceira idade são mais propensos a lesões.

Naturalmente, na medida em que a idade avança, o ser humano tende a sofrer com algumas limitações que podem surgir com maior ou menor intensidade, dependendo do estilo de vida de cada um.

Dessa forma, existe a propensão para o encurtamento muscular acompanhado com a diminuição da flexibilidade do corpo o que certamente influencia negativamente nas limitações das articulações e com elas também a perda do equilíbrio, a diminuição na força muscular e o comprometimento da coordenação motora.

Tudo isso, vai resultar no comprometimento dos movimentos em geral no idoso, causando maior dependência e é claro, a redução na qualidade de vida.

Mas com os muitos incentivos para a prática desses exercícios e, a partir daí as atividades físicas mais intensas, todo esse processo na redução da qualidade de vida poderá ser adiado para mais tarde, e com isso, cada idoso tem também uma maior perspectiva de vida saudável.

Quais os Benefícios

Em nossos dias, já são bem conhecidos os benefícios que os alongamentos preparatórios para as atividades físicas podem proporcionar para os indivíduos de todas as idades, pois estes alongamentos, favorecem o aumento na flexibilidade dos músculos e articulações evitando possíveis distensões pelo fato do corpo ainda se encontrar sem o aquecimento necessário para as atividades mais complexas. 

Além disso, os alongamentos ativam a circulação sanguínea e preparam o sistema toda a musculatura do corpo bem como as articulações para enfrentarem os desafios com as atividades físicas realizadas no dia a dia.

Quando fazer

Esse tipo de atividade com exercícios de alongamento para idosos, ajudam a promover o bem estar físico e emocional, mas precisam ser realizados com cuidado e sempre que possível com a supervisão de um profissional responsável, pois por serem naturalmente mais frágeis, qualquer descuido pode promover lesões que por vezes podem ser mais graves.

Geralmente os alongamentos são recomendados para antes ou para depois das atividades físicas mais intensas, mas engana-se quem acredita que os alongamentos são necessários apenas para quem frequenta academias ou pratica algum tipo de esporte mais extenuante para a musculação, pois na verdade, é importante que todo o ser humano, habitue-se a praticar esse tipo de atividade no dia a dia, não apenas para preparar o corpo para atividades mais intensas, uma vez que o benefício também se estende para o bem estar mental.

Há quem prefira essas atividades de alongamento ainda deitados na cama, logo pela manhã, uma boa ideia para despertar o corpo para os desafios do dia, outros já deixam para o período da noite, buscando o relaxamento para uma noite bem dormida.

Na verdade, desde que seja praticado sempre, não existe uma hora certa para se exercitar, mas é interessante estipular um horário especial do dia para seguir uma rotina, o que pode favorecer o próprio organismo que se habituará a essas atividades todos os dias. Com uma boa disciplina e sempre que possível com um acompanhamento profissional, tudo ficará mais cômodo e em pouco tempo, já não se conseguirá ficar sem essas atividades a cada dia.

Alongando os pés

Alongar os pés favorece o relaxamento e previne a dor desse nosso meio de locomoção. O exercício de relaxamento dos pés pode ser feito em qualquer ambiente, pois não exige muitos espaços e é muito fácil de praticar.

Para essa atividade, uma dica pode ser importante, vamos a ela:

Providencie uma toalha de rosto e torça-a segurando nas duas pontas. Fique sentado com as pernas esticadas e pise na na toalha procurando deixá-la mais na altura dos dedos sem largar as pontas para então puxá-las pelas pontas forçando o pé para sem encolher as pernas.

Faça os movimentos por 15 segundos e depois relaxe. Repita essa atividade por pelo menos 5 vezes e depois faça o mesmo com o outro pé.

Alongando as pernas

Para fazer o alongamento das pernas e melhorar o movimento dos joelhos, sente-se com a coluna ereta em uma cadeira. Abrace o seu joelho e levante-o até a altura do peito e então segure por pelo menos 10 segundos para depois baixar vagarosamente. 

Expire durante o levantamento da perna e inspire quando a estiver baixando e repita a atividade pelo menos 5 vezes para cada perna.

Alongamento das costas

Para alongar as costas, sente-s em uma cadeira, coloque os pés apoiados ao chão, na largura dos ombros e mantenha os braços para cima e para fora, para frente  e na altura do ombro enquanto que a palma das mãos deverão ficar voltadas para fora. Relaxe os ombros de maneira a não ficarem perto das orelhas e estique a ponta dos dedos até que você possa sentir um alongamento  e então suas costas irão se afastar do encosto da cadeira.

Mantenha-se na posição por 30 segundos e depois repita os movimentos por mais 5 vezes.

Alongamento dos Braços

Para o alongamento dos braços, fique em pé com os pés na largura dos ombros e inspire enquanto coloca as duas mãos para trás com uma segurando a outra. Expire enquanto move os braços para trás e depois inspire quando estiver trazendo os braços para a frente novamente.

Faça os movimentos contando até 10 por pelo menos 10 vezes não esquecendo de manter a coluna sempre ereta durante todo o processo de alongamento.

Alongamento do Pescoço

Para fazer os exercícios de alongamento para idosos e beneficiar o pescoço, fique em pé com os pés apoiados no chão na largura dos ombros e mantenha as mãos bem relaxadas junto ao corpo. Cuidado para não inclinar a cabeça nem para frente e nem para trás enquanto você faz os movimentos com o pescoço tanto para a direita como para a esquerda, sempre com muita lentidão.

Cada movimento feito para o lado deve finalizar no momento em que sentir o alongamento mantendo-se na posição por 30 segundos para depois então voltar-se para o outro lado. Repita os movimentos para ambos os lados pelo menos 5 vezes.

Leia também: